14 janeiro 2011

De cabeça

Depois de começar o ano com o pé em uma revista Portuguesa, nada melhor do que entrarmos de cabeça na conceituada revista de Design e Arquitetura, Arc Design. E foi isso mesmo. Nesse mês ganhamos uma matéria inteirinha na famosa e respeitada revista. Um orgulho!

Filha de arquiteto, a designer Sabrina Arini cresceu em um ambiente onde a criatividade era latente e os objetos marcados por um caráter inventivo. - por Camila Marques, fotos Pedro Loés.

“Em casa, sempre pudemos quebrar as tradições e fazer diferente. O novo, o nosso e o inusitado eram celebrados. Assim, fui crescendo e achando que as coisas não são como são e ponto, mas apenas são como são para que possamos mudá-las, transformá-las e inventá-las de novo. Essa é a grande graça”, declara Sabrina Arini

“E que graça! Não à toa, a linha de objetos em papelão da Jaya!, (empresa da designer) - sucesso entre as crianças - encantou a equipe do Destination Brazil do MoMA, N. York, que levou os banquinhos Zoo para expor e vender na loja do Museu, em 2009. ”O trabalho dos bichos de papelão é um dos que me dão mais orgulho, porque foi feito de ponta a ponta, pensado em cada detalhe, em um momento muito inspirado, quando pude contar com uma equipe informal, porém ótima”, revela Sabrina, que é designer gráfica, mas trabalha essencialmente com produtos. Inovação e sustentabilidade, com o uso de um único material e poucos recursos - as peças são estruturadas somente com encaixes, sem o uso de colas, parafusos ou madeira - é o ponto de partida do processo. O estúdio Jaya!, em São Paulo, também apresenta outras coleções próprias em diversos materiais com estampas criadas pela designer. O que ela tem de diferente? Na técnica, a imagem digital, que é impressa diretamente na peça, não adesivada; na forma, os desenhos com aspecto de movimento causado pelo uso de traços fluidos e combinações inusitadas de cores. Um trabalho quase artesanal em que os materiais e recursos são determinados, de forma aleatória, pela autora. Sabrina Arini venceu o concurso para novos designers “O Meu Brazil é com S”, do IED de Barcelona, para o qual também ganhou uma bolsa de estudos de um ano.”

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário