27 junho 2011

Prêmio TOP XXI

Sabrina Arini finalista na categora Novos Talentos

Nosso nome na plaquinha! De novo!

As peças finalistas

Nossa Girafa e Centopéia representando a gente!

TOP XXI

Marcelo Rosenbaum prestigia o evento, e leva o premio!

Equipe Fiat

Apoio ao Design Brasileiro!

Nós no catálogo!

Imagem de Amostra do You Tube

Não sei se já contei isso por aqui, mas caí no design quase sem querer. Posso dizer que tropecei nele, literalmente. Depois de um trabalho de um ano em uma agência de publicidade, havia decidido que não era exatamente aquilo que eu queria fazer pelo resto da vida. Mas (como sempre ocorre nas crises de qualquer ordem) não tinha resposta para nenhuma pergunta, apenas sabia que não era aquilo que queria fazer. Saí da agência e procurava algum outro trabalho, sem nenhuma clareza. Um dia uma de minhas maiores amigas me liga e diz: Sá (antes de eu chamar Jaya!, claro), tenho uma amiga que trabalha em um escritório de design e eles estão precisando de uma estagiária (eu ainda cursava a faculdade), você não quer mandar seu curriculum? Eu apenas disse: Design, o que é isso? Ela não sabia me explicar direito, mas me mandou ir lá e ver o que era, pois ela sabia que tinha algo a ver com criação. Sim, minha entrada no design foi completamente (e literalmente) no escuro. Entendi e aprendi o que é design dentro (dessa) agencia de design, com a mão totalmente na massa, e foi amor a primeira semana! Lembro (e essa é uma história clássica entre os mais íntimos) que a minha chefe uma vez me disse: Sabrina, vamos fazer uma linha de cadernos. Você pode começar? Tentei fortemente disfarçar a minha cara de total pânico (duvido que tenha conseguido) e pensei: Como assim, uma linha de cadernos? Eu não tinha a menor idéia por onde começar e me lembro de chorar horrores em casa, apavorada com tudo aquilo que eu ainda não sabia. Mas aos poucos fui entendendo e aquele leque de possibilidades (um dia cadernos, outro dia embalagens, depois anúncios, depois revistas…) era mesmo tudo o que eu queria. Por isso, devido a minha entrada completamente leiga no terreno (se eu soubesse o que era design naquela época, poderia ter feito outras escolhas), acho incrível todo e qualquer esforço para tornar o design mais conhecido, reconhecido e compreendido (hoje, minha faculdade tem até curso de design, o que já fala da melhoria dos tempos).
No meio da minha carreira de Designer (devidamente agradecida a amiga querida e a ex-chefe, que me ensinou muito do que sei), fui indicada ao premio TOP XXI Design Brasil realizado pela respeitada revista Arc Design, na categoria novos talentos. Incrivelmente lisonjeada com a indicação e o fato de ter sido uma das finalistas, fomos conferir a entrega do premio, que contava com grandes nomes do design.  Mas, mais do que isso, fomos ver um evento totalmente voltado para o design (a premiação era dentro do Salão Design, que acontecia simultaneamente com o São Paulo Fashion Week - uma tentativa, creio eu, de tornar o design mais familiar e até um aliado a moda, o que é mesmo, na minha opinião). Ainda que eu ache que temos um caminho longo para percorrer, fiquei extremamente orgulhosa de ver um evento onde o design era o personagem principal, e também o grande premiado da noite.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário